.posts recentes

. Navegue no site oficial d...

. O meu ecoponto

. Red List - Espécies Ameaç...

. Quercus defende reutiliza...

. Centrais de dessalinizaçã...

. Relatório Anual do Sector...

. Um ano depois...

. Principais dados estatíst...

. Eco-eficiência

. Aventuras no Planeta das ...

.arquivos

. Agosto 2006

. Abril 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

Quarta-feira, 24 de Agosto de 2005
Ambiente: Pequenas acções que fazem muita diferença
Numa época em que tanto se ouve falar de atitudes ecológicas, porque não implementar algumas sugestões que por aí abundam? Aplicando os procedimentos aqui apresentados, tanto pais como filhos poderão contribuir para a protecção do meio ambiente. Ao ser uma partícula pequena mas eficaz deste imenso projecto poderá dormir descansado(a) pois fez uma boa acção todos os dias...

Cuidados com o lixo e resíduos


Para começar saiba que se separar todo o lixo reciclável (papel, vidro, embalagens, pilhas e lixos orgânicos) e o encaminhar da forma correcta, ao fim de um ano a quantidade de lixo produzido será equivalente a apenas um pouco mais que o seu peso em adulto. Isto contrastará decerto com a quantidade de lixo equivalente a 10 vezes o seu peso como adulto que seria produzida caso não tivesse o cuidado de reciclar.

Se também se preocupar com a fauna marinha saiba que até esta pode usufruir de uma pequena ajuda. Por exemplo, cada elemento de plástico presente nas tampas das embalagens de líquidos enviado para o esgoto (e que acabará no mar) demora cerca de 400 anos a decompor-se. Neste período de tempo muitos são os animais marinhos que poderão ser apanhados nesta armadilha humana e que acabarão por morrer asfixiados ou presos. A nossa contribuição vai no sentido de dar um pequeno corte em cada argola antes de a colocar no lixo, porque actualmente cerca de 1 000 000 de aves marinhas e mais de 100 000 mamíferos marinhos morrem todos os anos devido à poluição por plásticos.

Saiba que reduzir a velocidade e respeitar os limites impostos por lei sempre que conduz não promove apenas a sua segurança; pode igualmente contribuir para a melhoria da qualidade do ar que respiramos.
Isto porque por cada automóvel que circula são emitidas quantidades enormes de resíduos que são prejudiciais para a atmosfera, nomeadamente dióxido de carbono e outros gases causadores do efeito de estufa. Se 1000 pessoas adoptarem o hábito de diminuir a velocidade de 120 para 100 km/hora, por exemplo, no final de um ano terão evitado o envio de cerca de 5,5 toneladas de dióxido de carbono para a atmosfera.
Andar a pé não é apenas um hábito que contribui para a boa saúde, pode também ser um ponto de partida para a menor poluição do ambiente. Saiba também que cada automóvel fabricado implica a produção de 25 toneladas de resíduos.

Cuidados com a água


Uma pessoa bebe em média cerca de 2600 litros de água em três anos. Uma vez que no mundo existe apenas 0,06% de água potável e que em cada duche de 5 minutos diários numa família de 4 pessoas são gastos precisamente os mesmos litros, porque não reduzir o tempo que a sua família passa a tomar duche?

Sem nos apercebermos, produzir 1 quilograma de carne exige 100 vezes mais água doce que, por exemplo, 1 quilograma de trigo. A contribuição de cada um de nós (pelo menos 1000 pessoas) advirá do facto de, pelo menos uma vez por mês, substituirmos uma refeição de carne por um prato vegetariano, poupando assim mais de 100 000 m 3 de água doce. Curiosamente, este número é o equivalente à quantidade de água que 5500 pessoas necessitam para tomar duche todos os dias, durante um ano.

Sempre que se utiliza a casa de banho, nomeadamente em cada descarga de autoclismo, a água potável que é usada desaparece em direcção ao esgoto em quantidades mais elevadas que o necessário: cerca de 10 a 15 litros. Para evitar este desperdício poderá colocar uma garrafa cheia de água ou de areia no depósito do autoclismo e a água poupada chegará aos 800 litros por mês. O aquário central do Oceanário de Lisboa poderia ser enchido na totalidade caso 1000 pessoas adoptassem esta medida durante 9 meses.

Além destes passos poderá tomar outras iniciativas, designadamente a participação em limpezas de praias, em associações de protecção ambiental, em denúncias de atitudes ou comportamentos que prejudiquem o ambiente e cativar três amigos para se juntarem a si nesta luta para a conservação do nosso planeta


Bibliografia:

Brochura "Faça a Diferença", publicada pelo
Oceanário de Lisboa (adaptado).
In http://www.educacao.te.pt/pais_educadores/index.jsp?p=86&id_art=175
publicado por nelsonfq às 09:45
link do post | comentar | favorito
|
.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Agosto 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30
31
.tags

. todas as tags

.links
.Fazer olhinhos
blogs SAPO
.subscrever feeds