.posts recentes

. Navegue no site oficial d...

. O meu ecoponto

. Red List - Espécies Ameaç...

. Quercus defende reutiliza...

. Centrais de dessalinizaçã...

. Relatório Anual do Sector...

. Um ano depois...

. Principais dados estatíst...

. Eco-eficiência

. Aventuras no Planeta das ...

.arquivos

. Agosto 2006

. Abril 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

Quinta-feira, 14 de Julho de 2005
Piscinas biológicas e ecológicas

Semelhantes a lagos ornamentais, as piscinas biológicas apresentam duas zonas distintas: a de banho e a de depuração, onde crescem as plantas oxigenantes. Capazes de criar e manter as condições da água transparente com níveis de 100 % de oxigénio (mesmo num lago artificial com dimensões reduzidas), estas plantas evitam o aparecimento de colónias de microrganismos prejudiciais à saúde. Deste modo, a água destas piscinas não precisa de ser desinfectada com cloro. A zona reservada à natação fica geralmente instalada no centro da piscina.


 


Nas piscinas convencionais, deve-se optar pelo sistema de desinfecção por ultravioletas (mais amigo do ambiente), porque melhora a qualidade da água, que fica sem cheiro e sabor a cloro, permitindo também reutilizá-la na rega das zonas verdes envolventes.


 


In “Especial piscinas – Sonhos azuis”, Máxima Interiores, 49, Abril 2005


 


> www.biopiscinas.pt

publicado por nelsonfq às 20:01
link do post | comentar | favorito
|
.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Agosto 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30
31
.tags

. todas as tags

.links
.Fazer olhinhos
blogs SAPO
.subscrever feeds