.posts recentes

. Navegue no site oficial d...

. O meu ecoponto

. Red List - Espécies Ameaç...

. Quercus defende reutiliza...

. Centrais de dessalinizaçã...

. Relatório Anual do Sector...

. Um ano depois...

. Principais dados estatíst...

. Eco-eficiência

. Aventuras no Planeta das ...

.arquivos

. Agosto 2006

. Abril 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

Quinta-feira, 18 de Agosto de 2005
Protocolo de Quioto

O Protocolo de Quioto para o combate às alterações climáticas entrou legalmente em vigor a partir de 16 de Fevereiro de 2005. Apesar de ter sido acordado em 1997, só agora entrou em vigor devido à ratificação da Rússia, responsável por 17% das emissões no planeta. Com a associação da Rússia, fica garantido o mínimo de emissores de poluentes responsáveis pelo efeito de estufa, 55% das emissões no planeta, necessário para a entrada em vigor do Protocolo. As nações industrializadas que ratificaram o Protocolo terão de efectuar cortes significativos nas emissões de gases de estufa até 2012. No entanto, o Protocolo arrancará sem a participação do país com mais emissões de gases de estufa, os EUA, porque a administração Bush considerou que a adesão prejudicaria gravemente a economia nacional e porque o Protocolo não obriga países que ainda estão em desenvolvimento, como a Índia e a China, a realizar imediatamente cortes nas emissões. A Austrália é outra potência poluente, especialmente através da sua grande indústria de carvão, que também fica de fora.
Portugal parece cada vez mais longe de cumprir os limites impostos pelo Protocolo de Quioto. A Agência Europeia de Ambiente confirmou que o nosso país, a par de outros três países da Europa dos 15 (Dinamarca, Itália e Espanha), não está no caminho de conseguir cumprir o Protocolo de Quioto, mesmo recorrendo aos mecanismos de Quioto, como seja o mecanismo de desenvolvimento limpo, onde um país desenvolvido patrocina projectos de redução de emissões em países em desenvolvimento que tenham ratificado o Protocolo. Tal está patente no Relatório divulgado denominado "Tendências e projecções de emissão de gases de efeito de estufa na Europa - 2004" publicado recentemente.
Para saber mais clique AQUI
In Newsletter 11 do Oceanário

publicado por nelsonfq às 19:34
link do post | comentar | favorito
.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Agosto 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30
31
.tags

. todas as tags

.links
.Fazer olhinhos
blogs SAPO
.subscrever feeds